/ SolidWorks e as Dicas do Kastner: Bases do ePdm – Parte 1

Bases do ePdm – Parte 1

Postado por Guilherme Kastner Dia 17 de dezembro de 2013

imageSenhores,

Se é para a alegria de todos e felicidade geral da nação, estou voltando a ativa com o Blog. Tentarei ser disciplinado ao menos. O meu apoio de marketing da SKA tem me pedido incansavelmente via Skype novos posts.

Explicações

Em 2013, tive um ano bem diferente, onde comecei a trabalhar com mais produtos da própria SolidWorks. Estou trabalhando com os seguintes módulos:

  • SolidWorks
  • Simulation Professional
  • SolidWorks Motion Simulation
  • SolidWorks wPdm
  • SolidWorks ePdm
  • SolidWorks Composer (antigo 3dvia).

Base da série de posts

Vamos falar da série de posts.

Ao trabalhar com o SolidWorks ePdm passei a me deparar com algumas situações quanto aos conhecimentos dos usuários:

  • Muitos acham que o ePdm é apenas para grandes empresas
  • Quem vê o ePdm pensa que o mesmo é uma ferramenta burocrática.

O objetivo dessa primeira série de posts é garantir que todos vejam as vantagens de se trabalhar com uma ferramenta de gerenciamento de arquivos. Em um post anterior escrito por um colega meu a convite, foram explicadas as bases teóricas de uma ferramenta de pdm. Vejam o link abaixo

http://www.kastner.com.br/2009/08/pdm-solucao-definitiva-para-controle-de.html

O post é antigo, tem mais de quatro anos mas se mantém atual no conceito das ferramentas.

Um cronograma preliminar

Durante a série, desejo mostrar a todos como o SolidWorks Enterprise PDM pode resolver os seguintes problemas:

  • Controle de versões
  • Acesso a documentos
    • Fluxo de aprovação de projetos
  • Preenchimento de dados de legenda
    • Listas de materiais
    • Cartões de dados
  • Rastreabilidade de alterações de arquivos
  • Codificação automática
    • Visualização das informações
  • Reaproveitamento de projetos
    • Alterações de projetos
    • Edição do cartão de dados

Apenas explicando, a primeira imagem do post é referente ao dia do fico, na qual eu me baseei para a primeira frase do post.

Controle de versões

A parte mais simples de entender de uma ferramenta de gerenciamento de arquivos para softwares de CAD com arquivos associados e paramétricos é o controle de versões de arquivos.

Sempre a maior dificuldade dos usuários nesse tipo de software foi guardar um histórico de alterações de arquivos de forma confiável.

Em alguns casos, criam-se arquivos derivados, salvando as peças com um sufixo descrevendo a revisão do arquivo.

  • Peça1_rev1
  • Peça1_rev2

O problema é que os desenhos e montagens onde os arquivos estão referenciados. Os mesmos também tem de ser duplicados e conter nome de versões e revisões.

Em alguns casos, por existir uma demanda muito grande em copiar arquivos, manter referências, os usuários optam por apenas salvar uma cópia dos arquivos em PDF ou DWG descrevendo nos nomes dos mesmos a revisão do arquivo.

Para uma solução mais eficiente, o SolidWorks Enterprise PDM passa a exibir as versões de trabalho dos arquivos. A imagem abaixo mostra a descrição de quantidade de versões para um determinado arquivo selecionado.

image

Abaixo outra imagem mais generalizada onde um arquivo está selecionado e, na mesma janela, está exibida. Observem a existência da guia listando as versões.

image

Agora, veremos um vídeo onde será iniciado um processo de alteração de um determinado arquivo.

Em um segundo vídeo, pode-se observar internamente no Solidworks o gerenciamento de versões novas e antigas com o suplemento do ePdm.

Com isso, voltamos a série de postagens no blog.

Um bom final de ano a todos.

Sds,
Kastner

Outros Comentários:

Nenhum comentário

© Copyright SolidWorks e as Dicas do Kastner | Design por Paulo Estevão