/ SolidWorks e as Dicas do Kastner: Agosto 2009

Dimensões Automáticas – SolidWorks 2009

Postado por Guilherme Kastner Dia 31 de agosto de 2009

image Senhores,

A feira ferramental acabou e agora eu pensei em gerar um novo vídeo para o Blog. Existe uma novidade que preferi ignorar na versão 2009. A inserção automática de dimensões em esboço.

A primeira coisa é alterar uma opção que ativa a inserção das dimensões automáticas nas configurações do SolidWorks.

image

Abaixo segue um vídeo em que fiz a demonstração do funcionamento da inserção automática de dimensões.

Me coloco a disposição para eventuais esclarecimentos.

Sds,
Kastner

[...]

SKA Curitiba – Sala de Treinamento

Postado por Guilherme Kastner Dia 25 de agosto de 2009

Senhores,

Estou aqui no escritório da SKA em Curitiba no paraná. Como muitos dos clientes e colegas de trabalho sabem este é o meu escritório preferido. Estou anexando aqui no Blog algumas imagens sobre o assunto.

Aqui abaixo segue uma imagem que tirei da janela do escritório. Estamos no centro cívico da cidade. Ao fundo pode-se visualizar o Palácio das Auracárias. Mais ao fundo está o vulgo museu do olho que foi projetado por Oscar Niemeyer. O escritório encontra-se em um prédio na avenida Cândido de Abreu.

Imagem029

Abaixo uma imagem parcial da sala de treinamento com o pessoal de nosso cliente.

Imagem027

Aqui abaixo está mais uma imagem de nossa sala na visão pelo fundo.

Imagem028

A sala também conta com ótimos recursos de Hardware para SolidWorks. Confiram aqui abaixo o link para a página da SKA onde comentamos isso.

http://www.ska.com.br/blog/ska/cursos-solidworks-e-edgecam/

Mas coloco aqui abaixo a descrição dos computadores que possuímos em todas as nossas salas de treinamento.

Configuração das máquinas
Processador Core 2 Duo E7200 2.53Ghz
Memória RAM 4GB DDR2 667Mhz
Windows Vista Business
HD 320GB Sata
Monitor LCD 19”
Placa de Vídeo NVIDIA Quadro FX 570 - Certificada para SolidWorks 2009

Bem… Acho a sala agradável, o local bacana e os micros são ótimos para treinamentos.

Sds,
Kastner

[...]

Utilização de 3GB de RAM no Windows XP

Postado por Guilherme Kastner Dia 21 de agosto de 2009

Senhores,

Quero compartilhar uma informação com todos que pode ser util para quem tem dificuldade em gerenciar memória RAM em grandes montagens do SolidWorks. Tudo o que escreverei neste POST é para Windows XP SP2.0 ou superior com arquitetura x32.

Porque estou comentando na arquitetura x32?

Bem, existe uma limitação na arquitetura em que os sistemas operacionais conseguem gerenciar apenas 4GB de RAM e nada mais. Destes 4G de RAM, o sistema operacional divide da seguinte forma

  • 2GB para aplicações – Os programas que são executados no Computador
  • 2GB para o sistema operacional – Memória destinada ao sistema operacional e suas rotinas internas.

Quem costuma visualizar o gerenciador de tarefas pode conferir que o Sistema operacional NÃO consome mais que 1GB de RAM e tem situações em que 2GB é pouco para o SolidWorks. Como sair desra enrascada? Existem alguns procedimentos que poderemos adotar para solucionar este problema. Pelo que leio a alguns anos, desde o Windows XP SP2 pode-se solicitar ao sistema operacional para distribuir memória de forma diferenciada.

  • 1GB para sistema operacional
  • 3GB para aplicações

Para isso, nada deverá ser modificado no SolidWorks mas apenas no Sistema operacional. Depois de hoje, chego a conclusão que estas modificações sempre deverão serem efetuadas por um prefissional de TI e nunca por qualquer outro tipo de profissional. Observem que o procedimento é simples mas impacta diretamente na inicialização do sistema operacional.

Em primeiro lugar, clica-se sobre o ícone “Meu Computador” com o botão direito na´área de trabalho e seleciona-se a opção propredadades. Na aba Avançdo da janela de propriedades, seleciona-se o botão configurar dos itens de inicialização e recuperação.

image

Na nova janela, clique sobre o botão “editar” para ativar a edição da inicialização do sistema operacional

image

Com isso, será aberta a janela do Notepad.exe com a linha de inicialização do sistema operacional. Observa-se que a única coisa é inclusão de alguns caracteres de texto no fim da janela. Inserir o seguinte texto:

/3GB

Confira na imagem abaixo:

image

Salvar e fechar o arquivo. Confirmar as alterações nas janelas seguintes

O mais importante é imaginar que não é necessário ter mais de 3GB de RAM instalado mas sim o quanto o sistema vai utilizar. Lembro que o Windows XP após consumir toda a memória RAM disponível começará a endereçar dados temporários via HD.Portanto, poderá ser algo demorado mas mesmo assim deveremos preparar o computador para gerenciar uma grande quantidade de memória nas aplicações.

Esse post de hoje é para compartilhar um problema que tive na manhã de hoje. Estava em um cliente e no momento da instalação do SolidWorks eu decidi modificar o Boot.oni. Como eu estava junto aos profissionais da TI do cliente, modifiquei o arquivo.eu mesmo. Acho que essa foi uma das piores decisões da minha vida como profissional. he he he

Mesmo, aparentemente, tendo executado todos os procedimentos corretamente o Sistema Operacional não executava nos dois computadores onde eu executei a modificação. Lembro que o problema não ocorreu no momento da alreração da quantidade de RAM mas apenas no momento em que reiniciamos a máquina. Cada um dos computadores teve um problema.

  • O primeiro não iniciava o sistema operacional e entrava na tela azul
  • O segundo aparentemente corrompeu o perfil do usuário

Em resumo, foram respostas totalmente malucas de dois computadores. Para o meu azar o primeiro computador nem inicializava via DOS para alterarmos novamente o BOOT. Por isso estou escrevendo o post de hoje. Existem situações em que passamos um mal bocado com os nossos computadores. Ainda bem que o técnico de informática do cliente estava junto comigo para tomarmos decisões rápidas.

O primeiro computador necessitou uma reparação do Sistema operacional

O_o

No segundo, retiramos o HD da máquina e copiamos um Boot.INI de uma máquina saudável e inserimos nele. Foi uma cirurgia mas resolveu o nosso caso para minha cabeça não ser arrancada.

:-)

Isso foi de extrema importância pra mim… Porque eu tinha modificado o arquivo. Existiam coisas que a tempos atras eu fazia e fui deixando de lado para evitar motivos para me complicar. Isso entrará na lista das coisas que deixei de fazer e apenas a apontar o caminho para os usuários.

Não interprete como uma contra indicação a alteração da alocação de memória mas apenas a assitência de um profissional de TI. No caso de problemas, existe a alguem pra recorrer. Quem trabalhar com grandes montagens será obrigado a proceder desta forma até adiquirir uma máquina com a arquitetura x64. Lembro que expansão de memória RAM não é algo exclusivo do SolidWorks. Qualquer aplicação do mercado pode ser beneficiada por isso. Eu aprendi os procedimentos descritos aqui no Post enquanto eu ainda trabalhava com Autodesk Inventor.

[...]

Um ano de Blog!!!

Postado por Guilherme Kastner Dia 20 de agosto de 2009

image Senhores,

Pra mim hoje é uma data especial pois o blog está completando um ano de existência e com muito sucesso. Hoje eu quero relembrar alguns momentos da breve história desta ferramenta de compartilhamento de informações sobre SolidWorks.

Em primeiro lugar, a ideia de se fazer um blog sobre SolidWorks não foi minha mas sim de dois colegas da SKA. O primeiro é Carlos Eduardo Ambrosi que atualmente atua na SKA como técnico de apoio a área comercial e o segundo que foi o Gabriel Fleig que é gerente de Marketing da SKA. Ambos me forneceram o apoio pra começar o Blog e aos poucos me fornecendo dicas de melhorias para o blog.

O primeiro post foi muito engraçado, no dia 20 de agosto de 2008.

http://www.kastner.com.br/2008/08/um-ol.html

Na prática eu estava era muito assustado com a ideia de começar um site ou Blog que fosse meu com minhas opiniões. Até onde está dando certo? Não sei mas estou satisfeito com o que tenho hoje.

Lembro que o layout do blog era o mais básico do Blogger pois eu queria era a valorização do conteúdo. Eu também usava uma URL do Blogger.

http://kastnersolidworks.blogspot.com

Mas como era difícil das pessoas memorizarem tudo isso, muitos acabavam sempre me procurando pelo Google.

Aos poucos fui implementando mudanças e aprendendo a Blogar com mais categoria. No dia 29 de novembro de 2008 implementei o segundo layout aqui no Blog. Ele ainda era padrão do Blogger mas já sabia que ele teria de sofrer mais mudanças para que eu tivesse uma identidade em minha página. Segue aqui abaixo uma imagem do layout que implantei na época.

image

Bem… Seguindo na ideia de profissionalização do Blog, decidi comprar um domínio para valorizar os leitores. E no dia 28 de janeiro de 2009 lancei o domínio para o Blog. Confiram o post no link inserido logo aqui abaixo.

http://www.kastner.com.br/2009/01/lancamento-wwwkastnercombr.html

A ideia era lançar o domínio em conjunto com o terceiro layout do Blog mas este segundo estava muito enrolado e parecia caça a senadores corruptos: “Todo mundo vê falar mas nunca acontece nada”. O que importa é que o domínio está licenciado para mim e ele tem me ajudado a divulgar mais o Blog.

Por fim, a identidade do Blog… O layout definitivo… Este que estamos vendo aqui na tela…

image

Na minha opinião ele foi a principal evolução do Blog. Não me lembro a data precisa em que o mesmo foi ao ar mas ele demorou alguns dias para ficar definitivamente pronto. O que importa é que hoje ele funciona de forma natural. No dia em que o layout ficou totalmente instalado e operante o pai da criança divulgou o seu trabalho no blog dele.

http://www.codigosblog.com.br/2009/05/projeto-layout-solidworks-e-as-dicas-do.html

Esse post foi ao ar no Códigos Blog dia 26 de maio de 2009.

O que mais ocorreu neste 1 ano de blog?

Pra mim, muitas postagens foram interessantes neste um ano mas algumas merecem destaque.

Se alguem se lembrar de outros posts, favor destacar…

Porem é isso…

Um obrigado a todos o blog não existiria sem leitores…

E que tenhamos muitos outros anos de história pra contar.

Sds,
Kastner

[...]

PDM – A solução definitiva para controle de documentos

Postado por Guilherme Kastner Dia 19 de agosto de 2009

image A implantação de um CAD 3D, como o SolidWorks, muitas vezes traz alguns novos problemas que não eram imaginados antes da sua aquisição. Mas a solução para tais problemas existe.

Imagine um departamento de engenharia com cinco pessoas, sendo uma delas, um supervisor, e os outro quatro, projetistas. A companhia investiu recentemente em um CAD 3D, e toda a equipe está capacitada para tirar o máximo dessa ferramenta.

Entretanto, o supervisor começa a perceber alguns problemas. Como várias pessoas trabalham ao mesmo tempo nos mesmos arquivos, muitas vezes é necessário criar cópias de peças ou mesmo de montagens inteiras em diferentes diretórios. Em pouco tempo, ao se procurar por determinado código de peça, encontram-se várias cópias, muitas delas modificadas e não se sabe qual delas é a correta. Arquivos desaparecem e ninguém sabe quem apagou. Montagens abrem com erros, pois alguém renomeou ou moveu peças e não sabia onde as mesmas estavam sendo usadas.

O supervisor reúne a equipe e explica a todos que devem trabalhar da forma correta, ou seja, devem sempre salvar os arquivos no local correto na rede, e devem evitar movê-los uma vez que foram criados. A equipe entende e promete ser cuidadosa.

Alguns dias depois, porém, o gerente industrial solicita uma reunião com nosso amigo supervisor. O gerente não está muito feliz, já que nos últimos dias, uma quantidade considerável de peças erradas foi fabricada. O encarregado do PCP se defende dizendo que simplesmente usou os desenhos fornecidos pela Engenharia. O supervisor promete verificar o que houve.

De posse do código de uma dessas peças, ele abre o diretório da rede onde estão os arquivos e, após alguns minutos procurando, a encontra. Ela realmente está diferente do que deveria estar. Ele se levanta e pergunta a todos quem mexeu no arquivo. Prontamente, um dos projetistas explica que está fazendo algumas alterações, solicitadas pelo próprio supervisor, porém ele fez uma cópia do arquivo original. A cópia original não é encontrada, logo, é necessário pedir à Informática que restaure um backup da semana anterior para encontrá-lo. A Informática promete enviar o arquivo no dia seguinte.

Alguma semelhança com os problemas da sua equipe?

Saiba que a solução para este tipo de problemas chama-se PDM, ou Product Data Management. Um sistema PDM armazena todos os documentos relacionados aos produtos (sejam eles peças,montagens, desenhos ou qualquer outro tipo de documento como manuais, datasheets, etc) e fornece as funcionalidades necessárias para uma equipe de engenharia criar, modificar, localizar e compartilhar seus documentos durante todo o seu ciclo de vida.

Algumas das características comuns dos sistemas PDM são:

  • Auditoria: qualquer ação feita sobre um documento é registrada, sendo possível saber o respectivo usuário, data e hora.
  • Controle automático de versões: um PDM garante ao usuário que a versão do documento que ele está vendo é a última. Entretanto, pode-se consultar o histórico de versões antigas.
  • Ciclo de vida/controle de revisões: é possível criar um fluxo de trabalho, garantindo que um documento seja devidamente revisado e aprovado pelas pessoas certas antes de sua utilização.
  • Controle de referências/where used: pode-se saber, por exemplo, quais são todas as montagens que utilizam uma peça.
  • Ferramentas para reaproveitamento de projetos: é possível criar um novo projeto a partir de outro sem a necessidade de duplicar todos os documentos.

A SolidWorks oferece duas ferramentas PDM:

  • SolidWorks Workgroup PDM: direcionado para pequenas equipes, que estão adotando pela primeira vez um PDM. Possui funcionalidades básicas e capacidade limitada de armazenamento. Faz parte do pacote do SolidWorks Professional e Premium.
  • SolidWorks Enterprise PDM: possui funcionalidades avançadas e maior capacidade de armazenamento. Por exemplo, com a devida personalização, é possível cadastrar automaticamente a estrutura de um produto que foi criado no SolidWorks no ERP da empresa, poupando tempo à Engenharia.

Uma última mensagem: a implantação do PDM deve ser feita por profissionais experientes, para que todas as configurações sejam feitas da maneira adequada. Só assim, pode-se obter o melhor desempenho e escalabilidade do sistema (ou seja, a capacidade de se adaptar ao seu crescimento). Outra coisa muito importante é o devido treinamento de toda a equipe.

Portanto, mesmo que você já possua o Workgroup PDM (que, como foi dito, está incluído nos pacotes Professional e Premium), fale com a sua revenda e veja como ela pode ajudá-la na implantação. Com certeza, o investimento realizado será recuperado em menos tempo do que você imagina.

Samir Lohmann
Analista de sistemas - Área técnica
SKA Automação de Engenharias

[...]

Livro de SolidWorks – Download Completo

Postado por Guilherme Kastner Dia 18 de agosto de 2009

image Senhores,

Estou disponibilizando aqui um livro de SolidWorks que foi escrito pelo Daniboy do Orkut, o Daniel Sprung.

Segue aqui abaixo o link para o perfil dele

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?origin=is&uid=248266350271456143

image

Também divugo aqui mais um link para um site que ele está elaborando sobre projetos.

http://www.suportecad.com/

Segue aqui abaixo o link para download do livro dele completo

Sds,
Kastner

[...]

SolidWorks World – Evento dos CSWP’s

Postado por Guilherme Kastner Dia 17 de agosto de 2009

image Senhores,

Lembro que em Janeiro teremos o SolidWorks World em Anaheim, próximo a Los Angeles. Como só se fala neste evento mundo a fora, vou colocar algumas informações para ver se alguem se interessa em conhecer o evento.

Todo ano, existe o eventoi de profissionais certificados em SolidWorks, os CSWP’s. Para ajudar o pessoal a entender o que é essa festa, vou colocar algumas fotos do evento do ano passado.

image image

 

image image

Bem,

Qual o legal da festas de CSWP?

  • Cerveja liberada
  • O tema da festa é um produto projetado com SolidWorks
  • Cerveja liberada
  • Novidades exclusivas aos CSWP’s
  • Cerveja liberada
  • Brindes exclusivos aos participantes da festa
  • Cerveja liberada
  • Conhecer usuários de SolidWorks do mundo inteiro

Senhores,

Veremos mais detalher do SolidWorks World nos próximos dias

Sds,
Kastner

[...]

Salvando arquivos como PDF

Postado por Guilherme Kastner Dia 12 de agosto de 2009

image Senhores,

Essa semana, o Thiago que atualmente trabalha na empresa Cristófoli de Campo Mourão, me perguntou que conversor de PDF que eu uso. Isso foi uma coisa bem informal, mais pra ter uma opinião de outra pessoa.

Lembro-me que a seis anos atrás quando trabalhava em uma empresa de projetos, era algo revolucionário enviar um PDF a um cliente. Como usava AutoCad versão 2000, tive de procurar um driver de impressora PDF mas todas as soluções da época deixavam uma marca no rodapé do arquivo informando que eu estava usando uma versão gratuita. Ainda bem que o tempo passa e inclusive o arquivo PDF possui mais recursos. Vou comentar o nome de alguns aplicativos gratuitos que hoje encontramos no mercado:

  • Cute PDF
  • Primo PDF

Quem lê o blog a mais tempo deve se lembrar de um dos meus primeiros POSTs, sobre o pdf 3d.

http://www.kastner.com.br/2008/08/uma-ferramenta-de-comunicao-pdf-3d.html

Quem leu o Post, pode observar que qualquer arquivo no SolidWorks pode gerar um PDF, mas creio que o melhor PDF que existe mesmo é o PDF 2D para desenhos. Pois o SolidWorks cria um índice com as vistas para o usuário selecionar na folha do arquivo. Vale a pena testar. Portanto, ninguém instalará uma impressora de PDF pra criar arquivos nesta extensão no SolidWorks.

A qualidade dos arquivos

Mas o que me questionaram:

Como trabalhar gerando arquivos PDF no Microsoft Office?

Simples, muitos aplicativos hoje contam com os seus próprios conversores, inclusive o próprio Office possui um disponível gratuitamente para usuários da versão 2007. Confiram aqui abaixo no link:

http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=4d951911-3e7e-4ae6-b059-a2e79ed87041&DisplayLang=pt-br

O que eu mais gostei neste gerador de PDF da Microsoft foram os seguintes itens:

  • Arquivo PDF com tamanho pequeno se comparados com os programas tradicionais
  • Se existirem links no Word para sites na internet, os mesmos serão preservados
  • As imagens são impressas com uma boa resolução

Mais uma vez, como o PDF se tornou uma ferramenta pública e muito utilizada no compartilhamento de documentos, os desenvolvedores de softwares tiveram de criar ferramentas para que os seus programas gerassem estes arquivos.

Parece uma viagem minha mas hoje eu vejo algo parecido até com o Twitter. Observem que eu possuo ele integrado em vários locais entre eles:

  • Firefox com a extensão Twitterfox
  • MSN publicando as minhas postagens via o Live Portal da Microsoft
  • TwiKut que publica as minhas postagens no Orkut

Se a ferramenta for boa como o PDF, ela será suportada em múltiplas plataformas.

Me coloco a disposição de todos para eventuais esclarecimentos.

Sds,
Kastner

[...]

Está na hora da aposentadoria

Postado por Guilherme Kastner Dia 11 de agosto de 2009

image Senhores,

Recebi um e-mail da SolidWorks sobre as novidade e planos de aposentadorias de softwares e sistemas operacionais nos planos de desenvolvimento. Por mim, a maioria destas notícias já eram esperadas mas não tinham sido noticiadas oficialmente. Como recebi ontem altas horas da noite um e-mail do gerente técnico da SolidWorks que atende a SKA, escrevi o post com a notícia nova.

Aposentadoria do PhotoWorks

Por favor estejam cientes de que o SolidWorks 2010 será a última versão a incluir o PhotoWorks. Nas versões posteriores o PhotoWorks não estará mais disponível e o PhotoView 360 será a solução foto-realística do software SolidWorks.

Isso já era mais que previsto no momento que surgiu o PhotoView 360. As primeiras pistas surgiram no SolidWorks 2008 na medida em que o RealView e o PhotoWorks foram integrados. No SolidWorks 2009, considero que a melhor forma de trabalhar com o PhotoView é integrar o mesmo com o RealView também. Daí… o fluxo de trabalho com o PhotoView 360 e o PhotoWorks poderão ser tratados de forma idêntica sem mudanças bruscas para os usuários. Na prática, acredito que o PhotoView ainda evoluirá mais até a versão 2011 e substituirá o PhotoWorks sem maiores problemas.

Mudança na Disponibilização do SolidWorks Viewer

A partir do SolidWorks 2010, o software SolidWorks Viewer não fará mais parte da instalação do software SolidWorks. Ele continuará disponível como um download separado a partir do website da DS SolidWorks Corp. na área de “Free CAD Tools” em http://www.solidworks.com/sw/support/downloads.htm

Ufa… Ainda bem quanto menor ficar o download da instalação do SolidWorks melhor. Realmente eu conheço poucas pessoas que usam o SolidWorks Viewer pois o eDrawings atende esta demanda perfeitamente. Não me lembro de algum usuário que installou esse aplicativo.

Aposentadoria do Windows XP

Por favor fique ciente - devido ao fato de que a Microsoft oficialmente aposentou o Windows XP em Abril deste ano, o SolidWorks 2010 será a última versão a suportar as versões 32 e 64 bit do Windows XP. O SolidWorks 2011 vai suportar somente o Windows Vista e Windows 7 (versões 32 e 64 bit). O plano de suporte da DS SolidWorks ao sistema operacional apresentado acima será também válido as linhas de produto de Simulação e PDM.

Isso nem me afeta muito. Desde outubro do ano passado estou utilizando sistema operacional Windows Vista e não farei questão de regredir ao XP de forma alguma. O atual sistema operacional da Microsoft se mostrou muito mais rápido no meu Hardware que o software que será aposentado.

Suporte ao Windows 7

Por favor fique ciente – O SolidWorks suportará o novo sistema operacional Windows 7 da Microsoft, como parte da versão 2010 do SolidWorks. Neste momento a data de lançamento do Windows 7 pela Microsoft será em 22 de Outubro. Baseado nesta informação, a versão do SolidWorks 2010 que poderá suportar o sistema operacional Windows 7 será o SW 2010 SP1. Um email com a confirmação desta informação será enviado assim que a data final for confirmada. O plano de suporte da DS SolidWorks ao sistema operacional apresentado acima será também válido as linhas de produto de Simulação e PDM.

Muitas pessoas que tem implicância com o Windows XP poderão respirar aliviados com esta notícia.

[...]

Salvando Arquivos – Parte 5 – Configurações

Postado por Guilherme Kastner Dia 7 de agosto de 2009

image Boa Tarde a todos,

Vou aproveitar um pouco e fazer uma reflexão sobre a utilização de configurações com o SolidWorks e pensar em quais situações elas são aplicávais. Sou bem categórico quanto ao fato de que configurações de peças e montagens são muito boas mas podem representar um tiro no pé para o gerenciamento de arquivos.

Lembro que já fiz alguns posts sobre configurações

http://www.kastner.com.br/2008/12/tabelas-de-projetos-e-integrao-com.html

http://www.kastner.com.br/2009/05/configuracoes-com-o-solidworks-parte-1.html

http://www.kastner.com.br/2009/05/configuracoes-com-o-solidworks-parte-2.html

http://www.kastner.com.br/2009/05/configuracoes-com-o-solidworks-parte-3.html

Mas o principal é lembrar algumas aplicações de configurações

  • Criação de uma família de peças em um único arquivo de modelo
  • Geração de variações para renderização e animação
  • Simplificação de modelos para grandes montagens
  • Demonstração de processos de fabricação em um arquivo (chapas metálicas e soldganes)

Bem…

Existe uma situação em particular que me irrita e muito com a aplicação de configurações. Muitas pessoas constroem várias máquinas em um único arquivo, situações em que são máquinas e equipamentos completamente distintos com informações completamente diferente entre eles.

Por exemplo, se vários equipamentos estiverem armazenados na mesma montagem, a aplicação de uma revisão poderá se tornar algo completamente traumático. Imagina acabar alterando uma peça que afeta apenas uma configuração e afetar todas as outras? vieComo codificar ou nomear um arquivo de conjunto com múltiplas variações? Como fazer a pesquisa no sistema de armazenamento de arquivos para buscar as informações de forma simples e coesa?

Entendam, sou totalmente favorável a aplicação de configurações de arquivos mas com moderação para evitar problemas como os que descrevi acima. Porém a aplicação para componentes de biblioteca já é algo totalmente aceitável. Entre os tipos de componentes estão:

  • Parafusos
  • Porcas
  • Arruelas
  • Flanges
  • Tubos
  • Conexões

São muitas situações pois são componentes completamente tabelados e fáceis de serem localizados.

A aplicação de configurações tem, na minha opininão, o seu ápice na criação de peças e montagens para serem aplicadas na criação de simplificação de montagens ou versões para simpliifcação de arquivos de desenho.

Espero que isso dê uma luz a todos…

Bom final de semana.

Sds,
Kastner

[...]

Salvando arquivos – Parte 4 – Revisão ou peça nova?

Postado por Guilherme Kastner Dia 6 de agosto de 2009

image Senhores,

Digamos que eu utilizo um flange especial em minhas máquinas mas ela sofreu uma alteração. Como ser problemas e evitar que a alteração de um arquivo estrague a minha montagem por completo?

Pra evitar problemas, devemos saber o seguinte:

  • As peças são baseadas em esboços que são criados por linhas
  • As linhas geram faces
  • as Faces são posisionadas nas montagens com os recursos de posicionamento

Portanto se eu apagar uma linha, apago uma face e com isso acabo estragando a referência de um posicionamento de uma montagem. Portanto alterações tem que ser muito bem pensadas. De nada adianta apagar uma linha e construir uma igual pois elas possuem identificações diferenciadas e isso acaba influenciando na aplicação dos posicionamentos da montagem.

Portanto, para modificação de uma peça deveremos ter em mente muitas coisas como:

  • Construir a peça de forma simples para que possamos modificar as dimensões de forma simples para que o esboço não sofra erros.
  • Verificar as montagens onde o arquivo de peça é usado

Uma coisa muito importante de se observar é em quais arquivos a peça deverá sofrer alterações. Por Exemplo, imaginem que uma peça é utilizada em vinte montagens diferentes mas ela deverá ser alterada em apenas dez. O que dever ser feito?

  • Verificar os impactos nos novos processos de fabricação das peças novas
  • Assegurar a continuidade da fabricação das peças antigas
  • Se a versão antiga da peça continuar a ser fabricada, ao invés da mesma sofrer uma revisão deveremos criar uma nova codificação para o novo produto.
  • As montagens que passarão a contar com a nova peça sofrerão uma revisão.

Bem, tudo é conceito de trabalho que costumo aplicar. O que eu não acho válido é utilizar configurações de peças e montagens para controlar as REVISÕES de produtos.

Com isso, vou indo… Vou pensar no post de amanhã.

Sds,
Kastner

[...]

Salvando Arquivos – Parte 3 – Problemas de gerenciamento

Postado por Guilherme Kastner Dia 5 de agosto de 2009

image Senhores

Repetir o nome de arquivos causa muitos problemas na rede da empresa. Vamos aos fatos, o que leva alguem a repetir um arquivo?

  • Dificuldades de compartilhar um arquivo entre múltiplos usuários. Se o arquivo está com acesso de leitura e escrita liberado em uma rede, o primeiro que abrir o mesmo possuirá o acesso de escrita. Os demais abrirão com acesso a somente leitura do arquivo. Se as opções do Solidworks não estiverem ajustadas corretamente, toda vez que um documento onde a referência for inserida for modificado e salvo, o SolidWorks nos fornecerá uma mensagem de erro pois não conseguem salvar as referências.
  • Complexidade em achar as referências das montagens. As peças são compartilhadas nos diretórios de um determinado projeto mas serão utilizados em outros que serão criados futuramente. Em algumas situações, os usuários inserem o mesmo várias vezes em pastas diferentes da rede.

Se um arquivo estiver copiado muitas vezes na rede, quais tipos de prejuisos poderemos ter?

  • O SolidWorks nem sempre abrirá os arquivos referenciados na mesma pasta do arquivo principal. Lembre-se que existem muitos critérios de pesquisa na abertura de arquivos referenciados conforme o Post anterior
  • Se desejarmos alterar o arquivo, deveremos atualizar o mesmo em múltiplos locais da rede. Imagina se a peça estiver salva em 200 locais e a mesma sofreu uma alteração?
  • É frustrante abrir uma montagem e constatar que os componentes não foram atualizados corretamente pois as peças não foram atualizados em todos os locais da rede.

Se o problema for de gerenciamento de arquivos entre múltiplos usuários em uma rede ou de localização de referências existem algumas soluções simples para que os usuários possam voltar a sorrir.

  • Ajustar as opções de sistema do Solidworks para que o programa possa compartilhar e gerenciar arquivos em uma rede. Lembro que se trata de muita coisa mesmo que vai desde ativar o ambiente colaborativo até o gerenciamento dos arquivos somente leitura e suas alterações que serão descartadas
  • Utilização do SolidWorks Explorer para localização das referências de uma montagem,
  • Implantar um software de gerenciamento de arquivos (PDM) que controle muitas coisas como nomes de arquivos repetidos, compartilhamento de informações entre múltiplos usuários e localização de referências.

O que eu recomendo é sempre pensar… Gerenciar arquivos sem juízo é algo que pode significar o término de uma implantação de um CAD de forma traumática e sem um sucesso pleno.

Ainda devo continuar a pensar sobre o assunto.

Sds,
Kastner

[...]

Salvando Arquivos – Parte 2 – Arquivos Repetidos

Postado por Guilherme Kastner Dia 4 de agosto de 2009

image Senhores,

Ontem escrevi sobre a codificação de arquivos. Hoje sobre localização de arquivos na abertura de documentos referidos em montagens e desenhos.

Para quem não trabalha em uma empresa com um sistema de codificação isso acaba sendo algo relativamente complexo. Mas mesmo assim deveremos adotar uma rotina de policiamento para tornar o nome dos arquivos únicos.

Observem algumas coisas, eu posso possuir duas montagens distintas com componentes denominados “parafuso.sldprt”. Cada componente parafuso poderá estar no diretório de armazenamento da sua respectiva montagem. Mas quem garante que no momento em que eu abrir um arquivo de conjunto vou abrir o arquivo armazenado no diretório correto?

O SolidWorks verifica as seguintes informações para abrir os arquivos

  • Verifica se o arquivo já não está carregado na memória
  • Verifica se o arquivo não está nos diretórios apontados nos diretórios apontados nos campos de documentos referidos. (Ferramentas—> Opções –> Opções do Sistema –> Locais de arquivos —> Documentos Referidos)

Os itens citados acima são os primeiros a serem utilizados na pesquisa de arquivos referidos em montagens. E os arquivos são pesquisados na ordem em que foram listados os critérios. Portanto, vamos aos fatos… Possuo duas montagens

  • Extrator
  • Morsa

Cada montagem possui a sua pasta com o seu respectivo arquivo “Parafuso.sldprt”. Mas por eventualidade, resolvi abrir o arquivo parafuso do conjunto Extrator e posteriormente abrir a montagem da morsa. O que aconteceu???? A morsa foi aberta com o componente do Extrator. Portanto nomear os arquivos com nomes únicos facilita o gerenciamento dos arquivos de conjuntos e desenhos.

Lembro que existem outros critérios de pesquisa de arquivos para documentos referidos

  • Mesmo diretório de armazenamento do documento PAI
  • Locais recentemente utilizados na abertura de arquivos
  • Localização por referenciamento de arquivos de forma relativa ao arquivo PAI
  • Caminho absoluto onde estava armazenado o documento quando inserido no arquivo que possui as referências.

Bem… que lição poderemos tirar disso? É melhor dar nomes únicos aos arquivos e evitar surpresas desagradáveis na abertura dos documentos referidos.

Sds,
Kastner

[...]

Salvando arquivos – Parte 1

Postado por Guilherme Kastner Dia 3 de agosto de 2009

image Senhores,

Estou voltando a ativa com o Blog e quero falar sobre armazenamento de arquivos e o básico do gerenciamento de informações.

A primeira coisa, no que a codificação de arquivos pode influenciar?

  • Armazenamento de arquivos pois o código é utilizado como nome do arquivo salvo na rede
  • Definição do processo de fabricação. As informações são definidas pela equipe de planejamento de produção baseadas no código do produto.

Portanto… Ter um sistema de codificação definido em uma empresa pode ser o diferencial de uma implementação de um Software CAD. Os seguintes itens poderão serem levados na implementação de codificação

  • Um sistema de gestão
  • Um sistema de PDM com controle de codificação
  • Livro que controle o gerenciamento de códigos

Métodos existem… Mas a empresa tem que se conscientizar que codificar é importante desenvolver um método para nomear os arquivos e ter uma prática no armazenamento dos mesmos.

O que não pode é existir arquivo com nomes aleatórios. Isso pode trazer muitos problemas aos usuários e estragar os projetos já criados.

Sds,
Kastner

[...]

© Copyright SolidWorks e as Dicas do Kastner | Design por Paulo Estevão